Seguidores

terça-feira, 16 de março de 2010

S'mores Cookies


smilies



1, 1 / 2 xícaras de farinha de trigo
1 xícara de migalhas graham cracker

1 colher de chá de bicarbonato de sódio

1 colher de chá de sal
1 pitada de canela
1 copo (2 Sticks) de manteiga amolecida

3 / 4 xícara de açúcar
3 / 4 de xícara de açúcar mascavado

1 colher de chá de extrato de baunilha
2 ovos

2 xícaras de chocolate em miniatura
1, 1 / 2 xícaras de mini marshmallow
2 barras de chocolate, partidas
Pré-aqueça o forno a 375 graus.


Numa tigela média, combine a farinha, as migalhas de biscoito de Graham, bicarbonato de sódio, sal e pitada de canela. Numa tigela maior bata a manteiga, o açúcar, o açúcar mascavado e a baunilha até ficar cremoso. Adicione os ovos um de cada vez, batendo bem após cada adição. Lentamente,bata a mistura de farinha até ficar homogêneo. Misture o chocolate. Deite com uma colher e faça uma forma arredondada no tabuleiro de ir ao forno untado.

Asse por 8 minutos e retire do forno. Coloque 3-4 marshmallows e alguns pedaços de barra de chocolate em cada cookie. Retorne ao forno e coza novamente de 3-4 minutos até ficar bem cozido.

Arrefeça os cookies numa rede.

Faz aproximadamente 4 dúzias de biscoitos.


Receita traduzida daqui:


Clique Aqui

smiles

sábado, 13 de março de 2010

Morangos




O morango é rico em água e tem baixos níveis de hidratos de carbono. Tem também um elevado conteúdo de potássio, responsável pela transmissão de impulsos nervosos e pelo bom funcionamento dos músculos.
O fruto conta ainda com àcido fólico, que intervém na produção de glóbulos vermelhos e brancos e na síntese de anticorpos, o que ajuda a reforçar as defesas naturais, sendo muito recomenddo às mulheres grávidas na prevenção da espinha fíbida do feto e de anemias.
Além disto o morango tem ainda um efeito diurético, que favorece a eliminação do ácido úrico e sais.
O morango...
Os morangos são uma deliciosa forma de proteger o seu organismo.
Conheça as suas propriedades nutricionais e os cuidados que algumas pessoas devem ter.
Apesar de existirem inúmeras variedades, é fácil distinguir o morango pela vivacidade da sua cor vermelha com as sementes à superfície e uma coroa de folhas no topo do fruto.
O seu nome científico é Fragaria vesca var. hortensis.
Antes de ser cultivado, o morango crescia apenas de forma selvagem nos bosques. As variedades actuais são híbridas de culturas antepassadas e têm agora um tamanho grande mantendo um sabor irresistível.

Mousse de Morango
Light
Rendimento: 6 porções
Calorias: 61 kcal por porção

INGREDIENTES:
- 200 gramas de iogurte natural desnatado
- 2 pacotes de gelatina sabor morango
- 200 gramas morangos em polpa
- 3 claras de ovo
- 1 colher de sopa de adoçante
MODO DE PREPARAR:
1 - Dissolva os pacotes de gelatina em 250ml de água quente.
Deixe arrefecer e leve ao frigorífico até
endurecer.
2 - No copo do liquidificador coloque a polpa dos morangos,
o iogurte, a gelatina cortada aos
quadradinhos, e o adoçante e misture tudo.
Reserve.
3 - Na batedeira coloque as claras e bata até obter ponto firme. Reserve.
4 - Misture delicadamente o creme liquidificado às claras em castelo.
Coloque em tigelas individuais e
leve ao frigorífico, no mínimo 6 horas.
*
smileys

sexta-feira, 5 de março de 2010

Comer peixe à moda de Bagdade




O cheiro que enche o ar à hora do almoço não deixa margem para dúvidas: há peixe ao lume. Sobre as labaredas das fogueiras improvisadas, espalhadas pelas ruas de Bagdade, o peixe vai dourando a passo lento – uma iguaria iraquiana, cujos segredos o SAPO foi descobrir.É uma das refeições mais populares entre os habitantes de Bagdade. É consumido diariamente, porque é uma refeição ligeira, e é procurado nos dias santos ou em ocasiões especiais, porque o seu tamanho permite que uma família inteira se banqueteie com o prato.Acompanhado por pão, arroz ou legumes, o peixe assado na brasa já se tornou, de facto, um dos ex-líbris da capital iraquiana - que o digam os numerosos vendedores e cozinheiros espalhados pelas ruas.Cobram um preço não muito afastado do valor-padrão de qualquer refeição aqui em Bagdade: por 10 dólares, no mínimo, qualquer um pode levar para casa um destes peixes, acompanhados por uma generosa porção de ovas assadas ao lume (sendo mais preciso: são embrulhadas em papel de alumínio e lançadas depois para o meio dos troncos que ardem na fogueira).
A 'terapia do lume'
Na pequena banca de rua, improvisada, que o SAPO visita no bairro de Karrada, o peixe-caribenho (como lhe chamam) nada ainda vivo em tanques improvisados. Nem sempre é assim: há clientes mais exigentes, que preferem trazer o seu próprio peixe, para grelhar e cozinhar à moda de Bagdad.Dos tanques, o peixe passa directamente para a banca, onde é aberto com uma faca. As entranhas e as ovas saem, o peixe é estendido, como se de um leque se tratasse, e disposto com cuidado na grelha. Seguem-se 45 ou 60 minutos de ‘terapia do lume’.Enquanto vai dourando ao sabor do fogo e do fumo, o peixe entalado entre grelhas vai sendo mudado de posição, para que todo o corpo fique igualmente cozido. Um dos segredos da iguaria está nas pequenas quantidades de sumo de 'maranja' (um fruto é, na verdade, um meio-termo entre uma laranja e um limão) que vão sendo espalhadas sobre as grelhas e que 'cortam' o sabor do fumo - um toque frutado nesta especialidade, que se tornou uma tradição em Bagdade.
O peixe e o Tigre
Noutros tempos, o peixe que agora vai sendo assado na fogueira era pescado directamente no rio Tigre - o mesmo rio que cruza Bagdade ao meio. Mas os anos de poluição e de guerra tornaram demasiado arriscado o consumo de peixe vindo das suas águas: afinal, foi neste mesmo rio que, durante os tempos da ditadura, foram lançados corpos de opositores assassinados pelo regime.A aquacultura tornou-se, por isso, a opção mais frequente: vindo de fora de Bagdade, de fábricas próprias com condições sanitárias adequadas, o animal pode agora ser consumido em segurança.
Bagdade agradece, já com água na boca.
+
Como cozinhar peixe à moda de Bagdade (fotos);
@
Marco Leitão Silva